10 junho 2014

O que quero....



É como se ela dissesse:
“Eu me debato, surto, me confundo, sorrio e choro no mesmo minuto, irrito, implico, cobro e reclamo, mas quero que você simplesmente fique aqui, quero sua presença impassível, seu olhar transcendente que entende o além-de-mim.
Quero que você me abrace e beije com força, cortando minhas neuroses pela base. Cada briga que provoco é apenas um teste para ver se você consegue adentrar qualquer canto de mim com seu amor liberador, se sua consciência consegue lidar com todas as minhas energias de manifestação.
Quero que você me abra por inteiro e finalmente me livre dessa contração, dessa ânsia por sempre sair fugindo do momento presente. Você consegue me preencher totalmente? Consegue me inundar de seu amor, percorrendo e encharcando cada uma das partes de minha alma-corpo? Consegue me fazer transbordar de mim mesmo? Fazer meu corpo implodir?
Meu quarto está todo preparado: estou nua. Você consegue invadir 100% de minha mente e abraçar 100% de meu corpo? Consegue ser profundo o suficiente para que eu possa confiar e me entregar a você?”



Nenhum comentário:

Postar um comentário